spot

Vamos ter connosco ao longo de toda a viagem um aparelho SPOT

When your adventures take you beyond cell service, SPOT Gen3 lets family and friends know you’re ok or sends emergency responders your GPS location, all at the push of a button.

   Este pedaço fantástico de tecnologia permite a emissão de uma posição GPS e o envio de comunicações (por satélite, portanto) a partir da maior parte das regiões do mundo. Como passaremos, certamente (esperamos nós!), em muitos sítios onde nem sequer pessoas há (quanto mais rede telefónica) achámos boa ideia trazê-lo connosco. Tem também uma opção para desencadear os socorros do país onde estivermos o mais rapidamente possível.

   Apesar de não estarmos propriamente a contar com a capacidade dos potenciais socorros sul-americanos de nos encontrarem no meio da Patagónia em menos de 20 min, achámos que pelo menos era boa ideia partilhar a nossa posição com quem quiser saber de nós.

NOTA PARA OS MAIS ANSIOSOS: Não teremos o SPOT ligado em contínuo, isso consumiria demasiada energia. Assim sendo, enviaremos a nossa posição ou uma das duas mensagens pré-configuradas de tempos a tempos. Talvez uma por dia, talvez uma por semana.

UPDATE! A região da Tierra del Fuego, entre outras, está no limite de cobertura do SPOT. Isto significa que a comunicação do SPOT ao satélite é aleatória. Como nós nunca temos forma de saber quais pontos são enviados ou não sem acesso a wi-fi, lamentamos se o seguimento não for particularmente eficaz. Para a Península Mitre, por exemplo, um telefone satélite é uma opção mais fiável que o SPOT.

 

De mais ou menos fácil interpretação, dependendo do nível informático de cada um, cada marcador cor de laranja corresponde a uma posição nossa no mapa. O mapa é o do google maps, podem mudar opções, vista de satélite, terreno, etc. Na coluna do lado esquerdo, está a lista das posições com a data e hora correspondentes. Cada ponto tem um tempo de afichagem de uma semana.

Como o SPOT não guarda pontos emitidos há mais de uma semana, vamos tentar manter um registo estático e mais detalhado da viagem completa.

Percurso Completo até 11.03.2017

track2f

 

Percurso Detalhado

 Valle Aluminé (Argentina) – Araucania e Bío Bío (Chile), chegada a San Fabián de Alico

track2e

 Saída da Carretera Austral: Hornopirén – Río Puelo – El Bolsón

track2d

 Carretera Austral e Chiloé: Puerto Raul Marín Balmaceda – Quellón – Quinchao – Quellón – Hornopirén

track2c

 Carretera Austral: Caleta Tortel – Puerto Raul Marín Balmaceda

track2b

Grandes parques da Patagónia e chegada ao início da Carretera Austral

track2a

Tierra del Fuego

Tracking in Tierra del Fuego